Resultado mostra que a esmagadora maioria possui preocupação com a prevenção

Durante o mês de Outubro, marcado pela Campanha Outubro Rosa, a LEVEE realizou uma pesquisa envolvendo todas as suas colaboradoras.  O resultado foi muito positivo. Mais de 90% delas realizam o autoexame e vão com frequência ao Ginecologista para realizar a mamografia. 

Iniciativas como essa são fundamentais para a prevenção, visto que nos estágios iniciais, a doença é assintomática.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a detecção precoce permite um tratamento menos agressivo e menor chance de morte. Por isso, a mamografia é imprescindível, sendo o principal método para o rastreamento da doença.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) das 11,5 milhões de mamografias que deveriam ter sido realizadas no ano passado, apenas 2,7 milhões foram feitas. A diminuição acentuada do exame é um fator de risco para milhares de mulheres e um alerta para a importância da campanha do Outubro Rosa. 

O câncer de mama é o segundo tipo que mais acomete mulheres no Brasil, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. São estimados 59700 casos novos de câncer de mama em 2019.

No lançamento da Campanha Outubro Rosa deste ano, o Ministério da Saúde destacou que a mortalidade no Brasil está abaixo da média global, em linha com a de países como Estados Unidos, Reino Unido e França, porém o número no país é crescente.

Diante deste cenário, é importante que as informações sobre riscos e possíveis benefícios dos exames de rotina sejam amplamente divulgadas para toda a sociedade. A mobilização visa também à disseminação de dados preventivos e ressalta a importância de olhar com atenção para a saúde, além de lutar por direitos como o atendimento médico e o suporte emocional, garantindo um tratamento de qualidade.


Leave a Reply