O uso de dados (Big Data), sem dúvida, é um aliado para a gestão empresarial, se tornando um diferencial estratégico para a tomada de decisão nas corporações. Além de permitir às empresas se tornarem mais competitivas no mercado, o uso de dados pode gerar uma experiência positiva para o público interno.

Já falamos aqui  que para os Recursos Humanos, o uso de dados é relevante, uma vez que o setor tem potencial de explorar os dados de pessoas da empresa, não apenas para fornecer mais valor, mas para também trazer visibilidade para a organização que atua.

O uso de dados é um caminho sem volta. De acordo com a pesquisa Global State of Enterprise Analytics 2019, realizada pela MicroStrategy, no Brasil, 60% das empresas nacionais utilizam Data & Analytics como subsídio para definir formas de atuação.

Feito em parceria com a consultoria global de pesquisa Hall & Partners, o estudo mostra que o uso de dados por tomadores de decisão se tornou uma tendência inabalável e que deve se consolidar nos próximos anos. 94% dos 500 entrevistados acreditam que a análise de dados é crucial em suas estratégias e esforços rumo à transformação digital.

Nesse contexto, é verdade que informação é poder. Informação de qualidade em mãos permite aos gestores atuarem de forma inteligente, tornando sua empresa ou negócio ainda mais competitivos.  Mas, um alerta: dados sozinhos não fazem milagres, é preciso ter conhecimento e ferramentas corretas para interpretá-los.

Conheça as diferentes técnicas de análise do Big Data e entenda como ela pode ajudar o seu negócio:

Análise Descritiva: como o próprio nome sugere, esse modelo descreve informações sobre o que aconteceu em determinado evento, a partir de dados coletados durante um espaço de tempo. É o que faz, por exemplo, o Google Analytics.

A plataforma realiza a análise de dados em sites e aplicativos a partir de informações coletadas entre os usuários. Com os dados fornecidos pelo sistema, o gestor consegue entender o comportamento de usuários, avaliar o desempenho da estratégia de marketing, conteúdo e produtos, e entender quais caminhos seguir para alcançar os objetivos desejados.

Análise Preditiva: esse modelo é um dos mais utilizados e ajuda a traçar um cenário para o futuro com base em informações já existente, utilizando para isso técnicas como aprendizado de máquina (Machine Learning) e mineração de dados. Como esse tipo de análise informa o que pode acontecer, ela contribui, por exemplo, para análise dos concorrentes.

Trata-se de um modelo estatístico que possibilita identificar tendências. Bernard Marr explica que se tratam dos “melhores palpites” sobre o que provavelmente acontecerá no futuro.

“É importante ter em mente que a análise preditiva é sempre probabilística. Claro, não pode nos dizer com 100% de certeza exatamente o que vai acontecer. O que ela pode nos dizer é, com base no desempenho passado, o que é provável que aconteça – geralmente com um grau de probabilidade declarado”, explica.

Análise Prescritiva: a análise prescritiva dá subsídios para o gestor entender “como fazer” para ter resultados eficientes no futuro. É voltada para a ação.

Conforme ensina Marr, embora a análise preditiva diga o que é provável que aconteça, ela não orienta sobre qual é o melhor curso de ação para alcançar um resultado ideal. E é exatamente o que a análise prescritiva faz: ela se utiliza de algoritmos de aprendizado de máquina para recomendar possíveis ações.

Soluções LEVEE 

Conforme falamos anteriormente, não basta apenas ter milhares de dados em mãos, é preciso saber como utilizá-los em favor do seu negócio e empresa. Por isso, acreditamos que as plataformas de análises de dados estão se tornando essenciais no mundo corporativo e podem contribuir, sobretudo, com os departamentos de Recursos Humanos.

A LEVEE oferece soluções que ajudam as empresas a selecionar profissionais com perfis mais qualificados, aumentando índice de produtividade e retenção. A plataforma da LEVEE permite ainda a análise de dados com uso de Machine Learning para classificação da mão de obra contribuindo para o processo de gestão e também, quando necessário, para o workflow de desligamento humanizado pelo RH.

Além disso, oferece uma plataforma responsiva, hospedada em nuvem com todas as garantias de segurança e confiabilidade estipuladas pela legislação e Dashboards da operação para o gestor de RH acompanhar evolução do processo e garantir o cumprimento dos prazos.

Mais uma vez reforçamos o nosso posicionamento de que, a tecnologia e todos os recursos possíveis através da aplicação delas, só se tornam práticas e de fato eficientes, uma vez que aliada aos conhecimentos e experiências dos profissionais que atuam neste segmento. Por isso, todas as nossas soluções foram pensadas para dar suporte ao RH de maneira estratégica tornando o negócio mais sustentável e escalável, além de democratizar oportunidades para todos os candidatos. 

Para saber mais como podemos ajudar, clique aqui

Material de referência: https://bernardmarr.com/default.asp?contentID=2056

Leave a Reply